quarta-feira, 30 de setembro de 2009

[○] Toda Espera [○]

Toda espera é, uma paciência
Foi Pela Vida Inteira o meu escudo
Quando o mundo disse: não
A arma branca, como lágrimas de fé
A resistência é a força da mulher
Se eu ando distraída assim, me deixe só
Que tô buscando em pensamento o meu amor
E meu olhar distante, deixe lá
Que em pensamento meu amor vem me buscar
Te quero, espero
Eu tô te vendo chegar
É uma esperança
É como cristaleira
Resiste ao tempo e as boladas que levou
Mulher Rendeira não dá ponto sem nó
Bordou não Linho
Toda a espera de um amor
Sou uma seringueira aberta a te esperar
Tô te trazendo em pensamento só pra mim
Eu tava dizendo bem
E olha lá
Pois Cedo ou Tarde
Toda espera tem seu fim
Jorge Vercillo
~♥~ Te Amo ~♥~

Um comentário:

  1. Tava demorando... Voltou a fase Arthur, Arthur, Arthur...! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Comentem!! :)